Após sucesso em pré-estreia, show All That Jazz passa a animar noite brasiliense aos sábados

Projeto com o baterista Gustavo Vasconcellos e o duo Blues de Bolso traz o melhor do jazz, do blues e do rock neste sábado (25/11)

Serão tocados os clássicos de Robert Johnson, Bob Marley, Albert King e B. B. King, entre outros
(Foto: Divulgação)

 

Após lotar o Figueira da Villa na última terça-feira (14/11), o baterista Gustavo Vasconcellos e o duo Blues de Bolso - formado pelos músicos Bemol (voz, baixo e violão) e Haroldinho Mattos (voz, guitarra) - retornam à casa neste sábado (25/11), às 21h30, com o projeto All That Jazz. A expressão norte-americana que significa “e outras coisas desse tipo” batiza o show, que traz não apenas os clássicos do jazz, mas também de outros ritmos intimamente relacionados ao gênero, como o blues e o rock.

Leia mais notícias em Entretenimento

A partir de agora, o trio se apresentará todo sábado no tradicional restaurante na Vila Planalto dedicado à parrilla uruguaia, com sucessos de ídolos atemporais, como Muddy Waters, Robert Johnson, Etta James, Eric Clapton, Jimi Hendrix, Beatles e The Rolling Stones. O couvert artístico custa R$ 20,00.

No repertório, estarão clássicos como Cross Road Blues, de Robert Johnson; I Shot The Sheriff, uma música de Bob Marley interpretada por Eric Clapton; Stormy Monday, de Albert King; Everyday I have the Blues, de B.B. King; e Honky Tonk Women, de Rolling Stones, entre outros.

Gustavo Vasconcellos

Músico atuante nos palcos brasilienses há 32 anos, Gustavo Ribeiro de Vasconcellos tem como principal instrumento a bateria. Fundou as bandas Oficina Blues, Another Blues Band, BSB Disco Club, Banda 80 e a Orquestra Motown. Ele já passou por grupos como Fama Volat, Os Rochas, Mel da Terra, Vagabundo Sagrado e Papa Charlie Blues. Além dos shows, Gustavo possui, desde 2000, a GRV Media & Entretenimento, uma companhia de produção artística, com atividades que vão da criação à comercialização, em Brasília e no Brasil.

Blues de Bolso

No início de 2004, os músicos Bemol e Haroldinho Mattos decidiram formar um duo de violões para fazer shows em casas noturnas da cidade. Inicialmente, a ideia era tocar e cantar os ritmos que eles adoram: blues e rock’n roll. Em um formato simples e que preza pela qualidade do som, o pocket show foi passando por diversos estabelecimentos, desde restaurantes, bares, cafés e festas particulares até participação em festivais.

Haroldinho Mattos é guitarrista, compositor e luthier. Membro fundador do Oficina Blues, capitaneou e participou de grupos como Mel da Terra, Akneton, Oficina Blues, HM Blues, além de colaborar em trabalhos de diversos músicos da cidade. Mineiro de nascimento e brasiliense de formação, Haroldinho é um mago na fabricação de guitarras, acordes e solos. Já o brasiliense Bemol é violonista, baixista, compositor, cantor e arquiteto. Considerado um dos pioneiros do blues na cidade, ele é membro fundador dos Grupos Oficina Blues e Filial Blues Band, e abriu shows de ídolos como John Mayall e B.B. King.

Revista Águas Claras

Seu canal de notícas em Águas Claras, Brasília e Brasil.

Email:

contato @revistaaguasclaras.com.br

 

Fax:

+061 3034 0000 / 9908 9100