Órgãos públicos fazem campanha contra sujeira nas ruas

A Campanha Cidade Limpa, de órgãos públicos como Prodecon e Banco do Brasil, alerta para maior limpeza dos cidadãos para com a cidade

O objetivo é conscientizar de que cada indivíduo é responsável por manter a cidade limpa e bem cuidada
O objetivo é conscientizar de que cada indivíduo é responsável por manter a cidade limpa e bem cuidada
(Foto: Reprodução/Internet)

 

Começou a ser veiculada em todo o Distrito Federal a campanha publicitária “Cidade Limpa”. A iniciativa é resultado de Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) assinado entre a 4ª Promotoria de Justiça de Defesa do Consumidor (Prodecon) e o Banco Brasil e contará com inserções em rádio, TV, jornais, revistas, mobiliário urbano e Internet.

Leia mais notícias em Cidade

O objetivo é conscientizar de que cada indivíduo é responsável por manter a cidade limpa e bem cuidada, não descartando lixo e objetos em locais inadequados. As peças trazem de maneira bem-humorada e com linguagem típica de diálogos informais, a ideia de que manter a cidade limpa é fácil e depende de gestos simples e indolores: “Para sua cidade ficar limpa, só depende de você”.

Até o final de outubro, a campanha será veiculada em horários nobres, na TV aberta e canais por assinatura, sendo mais de 2.400 inserções. Paralelamente, um mix de rádios jornalísticas e musicais difundirá a mensagem, que também será vista em páginas de revistas e jornais, anúncios na internet, além de outdoors e mobiliário urbano no Plano Piloto e em diversas regiões administrativas.

O Banco do Brasil assinou TAC no qual se comprometeu a deixar de cobrar o Seguro Proteção Ouro sem a anuência do consumidor, devolver os valores cobrados indevidamente e a desistir de recurso na ação judicial sobre o tema. Como contrapartida, demonstrando sua responsabilidade social, também produziu a campanha sobre limpeza urbana, com parte de verba publicitária do banco.

O promotor de Justiça Guilherme Fernandes Neto explica que a iniciativa é benéfica para a sociedade e que a empresa demonstrou responsabilidade social ao atender a proposta do Ministério Público. “Na primeira campanha de limpeza pública, custeada pelo Banco Itaú, com o jogador de basquete Oscar, objetivou-se atingir a população adulta; os destinatários, agora, fazem parte do público infantil, que recebe orientações de conscientização sobre a importância de manter nosso patrimônio conservado e nossa cidade limpa. A minha geração foi instruída com uma grande campanha de limpeza pública, na década de 70, protagonizada pelo ‘Sujismundo’, o que alterou, de forma benéfica, o comportamento de milhares de brasileiros. Precisamos continuar educando o público infantil.”, destaca.

Revista Águas Claras

Seu canal de notícas em Águas Claras, Brasília e Brasil.

Email:

contato @revistaaguasclaras.com.br

 

Fax:

+061 3034 0000 / 9908 9100