Brasília sedia encontro nacional sobre atendimento a crianças e jovens vítimas de violências

Objetivo é a troca de experiências entre centros integrados do País e toda a rede de proteção infanto-juvenil do DF

A ideia é trocar experiências entre centros de atendimento integrado a crianças e adolescentes vítimas de violência sexual no Brasil
A ideia é trocar experiências entre centros de atendimento integrado a crianças e adolescentes vítimas de violência sexual no Brasil
(Foto: Reprodução/EBC)

 

Para tratar do atendimento a crianças e adolescentes vítimas de violências, o 3º Encontro Nacional de Centros de Atendimento Integrado ocorre em Brasília de terça (8) a quinta-feira (10), no Centro de Convenções Ulysses Guimarães.

Leia mais notícias em Cidade

O evento também abordará a Lei Federal nº 13.431/2017, que estabelece o sistema de garantia de direitos da criança e do adolescente vítima ou testemunha de violência e fala de questões como escuta especializada e depoimento especial.

A iniciativa é uma parceria da Secretaria de Políticas para Crianças, Adolescentes e Juventude com a organização sem fins lucrativos Childhood Brasil, a Secretaria Nacional de Promoção dos Direitos da Criança e do Adolescente do Ministério dos Direitos Humanos e a Secretaria Nacional de Assistência Social do Ministério de Desenvolvimento Social.

A ideia é trocar experiências entre centros de atendimento integrado a crianças e adolescentes vítimas de violência sexual no Brasil, dois centros internacionais (um do Alabama, nos Estados Unidos, e outro da Suécia) e toda a rede de proteção às crianças e aos adolescentes do DF. O evento deve contar com especialistas e parlamentares para o debate do aspecto legislativo.

Centro Integrado 18 de Maio

No DF, crianças e adolescentes têm atendimento especializado no Centro Integrado 18 de Maio, que funciona na 307 Sul. Inaugurado em outubro de 2016, o equipamento público atende vítimas de violência sexual e faz parte do programa Criança Candanga.

No espaço estão concentradas as várias instâncias de acompanhamento de crianças e adolescentes, como registro de relato de abusos e atendimento psicossocial. O local acomoda também uma ludoteca (espaço com jogos e recursos pedagógicos lúdicos para atendimento a vítimas de violência infantil).

Matéria retirada de Agência Brasília

Revista Águas Claras

Seu canal de notícas em Águas Claras, Brasília e Brasil.

Email:

contato @revistaaguasclaras.com.br

 

Fax:

+061 3034 0000 / 9908 9100